quinta-feira, outubro 28, 2010

Sobre Amizade


Ele a dizia "Bom Dia!" num estupendo sorriso . E ela lhe virava a cara .
Então ela lhe batia sorrindo . E o bobo se encolhia todo , como uma centopeia ameaçada .
Ele lhe retribuía com xingamentos, sorrindo . E ela apenas fingia que agora o ignorava , pra mais tarde lhe bater novamente mais duas ou três vezes com um riso amaldiçoado , mas ele era estrambolicamente tão passivo e lhe mandava calar a boca sorrindo . E ela então se ruminava até a próxima danação: dava-lhe um ponta pé se debruçando em gargalhadas e o mandava ir para o raio que o parta . E o coitado a olhava com olhos merejando de melancolia .

Era sempre um revezamento de sorrisos acompanhados de brincadeiras malignas e taciturnas .

Daqui a pouco , sempre ao mesmo horário , meio dia pras vinte , eles se postavam à janela , e se olhavam intensamente , contracenando ao som de "Lonely Day " . Ele estendia a mão convidado-a para ver o mundo que existia além dali , e ela o agarrava com muita força , porque ela queria mesmo era pegar a sua mão e ir embora , porém temia ser apenas mais uma das brincadeiras funestas .


Ps : isso saiu depois de um ano vendo todos os dias a mesma cena do relacionamento entre Mariana Mendes e o amigo que a atende por Coração , que mesmo depois de tanto apedrejamento ainda temem soltar as mãos .

Andressa Vieira

Um comentário:

  1. ow amr adorei era isso mesmo que acontecia todo santo dia !!

    ResponderExcluir